Casa de Paços Loureiro Reserva 2020

10,50 €

Límpido, cor amarelo citrino claro. Aromas frutados a limão, ananás e pêssego branco; aromas subtis e elegantes de flores brancas de árvore. Boca complexa e harmoniosa, elegante com muita untuosidade. Boa persistência.

More details

Em Stock

Adicionar à Lista de desejos

Pré-visualizar os custos de transporte
Produtor Produtor: Quinta de Paços
Enologia: Rui Cunha e Gabriela Albuquerque
Região Vinho Verde DOC
Castas Loureiro (100%)
Solo Parcela de Loureiro mais antiga nas vinhas da Cotovia, freguesia da Silva em Barcelos, com cerca de 1 hectare.
Solo e exposição: O solo é granítico, com grão médio, em terraços voltados à sudeste.
A produção de uva adota as práticas de sustentabilidade ambiental da UE de “Produção Integrada”.
Vinificação Fermentação e estágio parcial em barrica (10%) da colheita do ano anterior, parte de um lote de curtimenta, e um longo estágio de 9 meses nas borras finas.
Estágio 9 meses em barricas de carvalho francês (20% do vinho).
Capacidade 750 ml
Volume Teor Alcoólico: 12,5%
Temperatura 10ºC - 12ºC
Harmonizações Açorda de camarão, arroz de tamboril e bacalhau com broa.
Prémios do Vinho 16,5 Pontos - Jancis Robison
17 Pontos - Revista Vinho Grandes Escolhas

A História
A Casa de Paços deve o seu nome provavelmente a um antigo paço (lat. palatiu, também chamado lat. villa) do tempo em que a freguesia de Stª Eulália de Rio Côvo seria uma estância termal romana. Parte do que é hoje a propriedade pertenceu à Comenda de Chavão da Ordem de Malta, mas mantém-se há mais de 400 anos (desde o século XVI) e de 15 gerações na mesma família, os Silvas de Rio Covo, assim designados pelo genealogista Felgueiras Gayo, ele próprio descendente desta Casa.

Esta família uniu-se matrimonialmente com os Fonsecas de Amins, dando origem à família Silva Fonseca, que ao longo do tempo veio a unir-se por matrimónio aos Teixeiras de Barros (Morgados do Perdigão), assim como aos seus parentes Pereiras da Fonseca Vilas-Boas (Morgados de Real), aos Viscondes da Barrosa e à família Mattos Graça (senhores da Casa do Bemfeito e, eles igualmente, descendentes da Casa de Paços).

Nesta casa nasceram e fizeram avultadas obras o Dr. D. Frei João Baptista da Sylva (1679-1765), frade beneditino, que foi Geral da Ordem e, por duas vezes, Abade Geral de Tibães, e o Dr. Teotónio José da Fonseca (1875-1937), autor de Barcelos Aquém e Além-Cávado e de diversas outras obras, nomeadamente monografias e livros de genealogia, e membro da Associação dos Arqueólogos Portugueses.

Pioneiros
Orgulham-se de preservarem a tradição com mais de 4 séculos na produção de vinho na região do Minho mas também serem pioneiros em práticas que não eram comuns á data na região do Vinho Verde. Foram o primeiro produtor a fazer um blend com as castas Arinto e Loureiro. Foram também o primeiro a produzir um Arinto Reserva, fermentado e estagiado em barrica com recurso a batonnage.

Seco Doce
Sem madeira Estágio barrica
Leve Encorpado
Beber já Para a cave

Sugerimos outros produtos em que possa estar interessado!

Utilizamos cookies. Ao continuar a navegar, assumimos que concorda com o seu uso. OK

Subscreva a nossa Newsletter



Subscreva a nossa Newsletter



A Wineclick irá utilizar a informação que fornecer neste formulário para entrar em contato consigo no âmbito das suas atividades comerciais e tendo em vista a finalidade de marketing. Por favor, confirme se podemos entrar em contato consigo por email selecionando o campo em baixo:

x Já se vai embora?

Ganhe 10% desconto na sua primeira compra ao registar-se na nossa Newsletter!

Fazer já o registo!
x Não perca esta oferta!

Ganhe 10% desconto na sua primeira compra ao registar-se na nossa Newsletter!

Fazer já o registo!