Vale da Capucha Fóssil Branco 2019

16,90 €

Notas minerais e de mel, fruta de pomar e frescura vegetal. Muito rico na boca, com acidez vincada e final texturado.

More details

Em Stock

Adicionar à Lista de desejos

Pré-visualizar os custos de transporte
Produtor Produtor: Vale da Capucha
Enologia: Pedro Marques e Manuel Marques
Região Lisboa
Castas Fernão Pires (50%), Arinto (35%) e castas regionais (15%) Alvarinho, Viosinho e Antão Vaz
Solo Solos argilo-calcários de origem oceânica. Boa drenagem e fertilidade moderada. Fomento da biodiversidade tendo em vista o equilíbrio do ecossistema. Adoção do Modo de Produção Biológico, com certificação desde 2015.
Na vinha é aplicado o máximo esforço humano. Na adega a intervenção é mínima. Resultam assim vinhos puros, elementares, que expressam o local e relevam a aptidão a Costa Atlântica de Lisboa para vinhos de “terroir”.
Vinificação As uvas são gentilmente prensadas sendo então o mosto ligeiramente sulfitado. Repouso e decantação natural durante 12 horas. No dia seguinte, é feita uma passagem a limpo. Nas horas seguintes ocorre o início da fermentação, por ação das leveduras indígenas, criadas na vinha. Sem qualquer adição de produtos exógenos à uva, com exceção de uma dose mínima de sulfitos.
Vinho não filtrado.
Estágio 20 meses nas borras sem agitação, em cubas de inox.
Capacidade 750 ml
Volume Teor Alcoólico: 13,5%
Temperatura 10ºC - 12ºC
Harmonizações Atum fresco grelhado, tempura de camarão e esparguete com tinta de choco e lulas.

Situado no Turcifal, na zona de Torres Vedras, a 8 km do mar, o Vale da Capucha pertence há várias gerações à família Marques. As vinhas estão instaladas em solos argilo-calcários com grande quantidade de fosseis. O clima húmido e com temperaturas amenas é propício aos vinhos brancos e a tintos delicados e frescos. O projeto é hoje liderado por Pedro Marques, que em 2009 transformou sua paixão num projeto de vida. A sua família sempre produziu vinho, mas sempre se concentrou mais na quantidade do que na qualidade. Com a chegada de Pedro, as coisas mudam. Substituiu as vinhas velhas por castas brancas de outras áreas de Portugal, como o Visionho e Gouveio do Douro, Antão Vaz do Alentejo, Alvarinho do Vinho Verde e até o Viognier de França. Nas castas tintas optou pela Touriga Nacional, Tinta Roriz, Castelão e Syrah.

Em Junho de 2015, completa definitivamente a conversão das vinhas para modo de produção biológico pela SATIVA. A fermentação é feita por leveduras naturais e os sulfitos são usados em doses mínimas. O máximo esforço humano é aplicado na vinha, para se intervir o mínimo na adega. Resultam assim vinhos puros, elementares, que expressam um local e que provam a aptidão da costa atlântica de Lisboa para vinhos de terroir.

 

Seco Doce
Sem madeira Estágio barrica
Leve Encorpado
Beber já Para a cave

Sugerimos outros produtos em que possa estar interessado!

Utilizamos cookies. Ao continuar a navegar, assumimos que concorda com o seu uso. OK

Subscreva a nossa Newsletter



Subscreva a nossa Newsletter



A Wineclick irá utilizar a informação que fornecer neste formulário para entrar em contato consigo no âmbito das suas atividades comerciais e tendo em vista a finalidade de marketing. Por favor, confirme se podemos entrar em contato consigo por email selecionando o campo em baixo:

x Já se vai embora?

Ganhe 10% desconto na sua primeira compra ao registar-se na nossa Newsletter!

Fazer já o registo!
x Não perca esta oferta!

Ganhe 10% desconto na sua primeira compra ao registar-se na nossa Newsletter!

Fazer já o registo!