Vinho do Porto

O Vinho do Porto é um vinho licoroso, produzido na Região Demarcada do Douro, sob condições peculiares derivadas de fatores naturais e de fatores humanos. O processo de fabrico, baseado na tradição, inclui a paragem da fermentação do mosto pela adição de aguardente vínica (benefício ou aguardentação), a lotação de vinhos e o envelhecimento.

O Vinho do Porto distingue-se dos vinhos comuns pelas suas características particulares: uma enorme diversidade de tipos em que surpreende uma riqueza e intensidade de aroma incomparáveis, uma persistência muito elevada quer de aroma quer de sabor, um teor alcoólico elevado (geralmente compreendido entre os 19 e os 22% vol.), numa vasta gama de doçuras e grande diversidade de cores. Existe um conjunto de designações que possibilitam a identificação dos diferentes tipos de Vinho do Porto.

Cor
A cor dos diferentes tipos de Vinho do Porto pode variar entre o retinto e o alourado-claro, sendo possíveis todas as tonalidades intermédias (tinto, tinto-alourado, alourado e alourado-claro). Os Vinhos do Porto Branco apresentam tonalidades diversas (branco pálido, branco palha e branco dourado), intimamente relacionadas com a tecnologia de produção. Quando envelhecidos em casco, durante muito anos, os vinhos brancos adquirem, por oxidação natural, uma tonalidade alourada-claro semelhante à dos vinhos tintos muito velhos.

Doçura
Em termos de doçura, o vinho do porto pode ser muito doce, doce, meio-seco, ou extra seco. A doçura do vinho constitui uma opção de fabrico, condicionada pelo momento de interrupção da fermentação.

Vinho do Porto: cores

Os Vinhos do Porto podem ser divididos em duas categorias consoante o tipo de envelhecimento.

Estilo Ruby
São vinhos em que se procura suster a evolução da sua cor tinta, mais ou menos intensa, e manter o aroma frutado e vigor dos vinhos jovens. Neste tipo de vinhos, por ordem crescente de qualidade, inserem-se as categorias Ruby, Reserva, Late Bottled Vintage (LBV) e Vintage. Os vinhos das melhores categorias, principalmente o Vintage, e em menor grau o LBV, poderão ser guardados, pois envelhecem bem em garrafa. São especialmente aconselhados os LBV e os Vintage.

Estilo Tawny
Obtido por lotação de vinhos de grau de maturação variável, conduzida através do envelhecimento em cascos ou tonéis. São vinhos em que a cor apresenta evolução, cor tinto-alourado, alourado ou alourado-claro. Os aromas lembram os frutos secos e a madeira; quanto mais velho é o vinho mais estas características se acentuam. As categorias existentes são: Tawny, Tawny Reserva, Tawny com Indicação de Idade (10 anos, 20 anos, 30 anos e 40 anos) e Colheita. São vinhos de lotes de vários anos, exceto os Colheita, que se assemelham a um Tawny com Indicação de Idade com o mesmo tempo de envelhecimento.
Quando são engarrafados estão prontos para serem consumidos. Aconselhm-se os vinhos das categorias Tawny com Indicação de Idade e Colheita.

Branco
O Vinho do Porto branco apresenta-se em vários estilos, nomeadamente associados a períodos de envelhecimento mais ou menos prolongados e diferentes graus de doçura, que resultam do modo como é FEITO. Aos vinhos tradicionais, juntaram-se os vinhos de aroma floral e complexo com um teor alcoólico mínimo de 16,5% (Vinho do Porto Branco Leve Seco) capazes de responder à procura de vinhos menos ricos em álcool.

Rosé
Vinho de cor rosada obtido por maceração pouco intensa de uvas tintas e em que não se promovem fenómenos de oxidação durante a sua conservação. São vinhos para serem consumidos novos com boa exuberância aromática com notas de cereja, framboesa e morango. Na boca são suaves e agradáveis. Devem ser apreciados frescos ou com gelo, podendo ainda ser servidos em diversos cocktails.

Categorias Especiais

Estes estilos encerram em si vinhos de elevada notoriedade conhecidos como categorias especiais

Estilo Ruby: Envelhecimento em garrafa

Porto Ruby Reserva
Encorpados, ricos e de tons vermelho rubi escuros, estes vinhos frequentemente resultam de uma seleção dos melhores vinhos do Porto de cada ano, combinados para criar um vinho jovem, poderoso, frutado e intenso e, no entanto, redondo e versátil.

Porto Late Bottled Vintage (LBV)
É um Porto Ruby de um só ano, selecionado pela sua elevada qualidade engarrafado depois de um período de envelhecimento de entre quatro a seis anos. A maioria está pronta a ser consumida na altura da compra, mas alguns continuam o seu envelhecimento em garrafa (verifique o rótulo). O Porto LBV apresenta cores vermelho rubi intensas, é muito encorpado e rico na boca e tem a particularidade de estilo e personalidade de um vinho de uma só colheita.

Crusted
Vinho do Porto de elevada qualidade. É obtido por lotação de vinhos de diferentes colheitas e engarrafado após 3 a 4 anos de envelhecimento em madeira. Uma vez engarrafado, as suas características peculiares originam um depósito (crosta) na parede da garrafa.

Porto Vintage
Considerado por muitas pessoas como a jóia da coroa dos vinhos do Porto, é o único Porto que amadurece em garrafa. Produzido a partir de uvas de um único ano e engarrafado dois a três anos após a vindima, evolui gradualmente durante 10 a 50 anos em garrafa. O encanto do Porto Vintage reside no facto de ser atrativo em praticamente todas as fases da sua vida em garrafa. Nos primeiros cinco anos mantém a intensidade rubi das cores originais, aromas exuberantes a frutos vermelhos e silvestres e o sabor do chocolate negro, tudo equilibrado por fortes taninos, que combinam na perfeição com sobremesas ricas de chocolate. Após dez anos – e para além de criar um depósito médio – desenvolve tons vermelho granada e atinge uma deliciosa plenitude de aromas e sabores a frutos maduros.
À medida que o vinho se aproxima da maturidade, a cor evolui para os tons âmbar ricos e a sua fruta adquire maior subtileza e complexidade e o seu depósito torna-se mais pesado.

Porto (Vintage) Single Quinta Vintage
Estes vinhos são de alta qualidade, distinguindo-se pelo facto de serem simultaneamente de um só ano e originários de uma única vinha, o que lhes confere um carácter ímpar.

Estilo Tawny: Envelhecimento em madeira

Porto Tawny Reserva
Envelhecido em madeira de carvalho, podem apresentar grande elegância de sabores, numa combinação perfeita entre a fruta da juventude e a maturidade da idade, revelada também pelas suas atrativas cores âmbar médio.

Porto Tawny 10 anos
Revelando um pouco mais de evolução do que o Porto Tawny Reserva, estes vinhos possuem semelhanças, embora com a garantia de que o vinho possui as características de um vinho com dez anos de idade.

Porto Tawny 20 anos
Com uma gama de cores que vão do âmbar avermelhado ao âmbar dourado, estes vinhos são raras preciosidades, plenas de frutos e sabores mais evoluídos, concentrados pelo envelhecimento em pequenas pipas de carvalho. Têm grande intensidade de aromas e sabores a baunilha torrada e a frutos secos, equilibrados por notas delicadas de carvalho.

Porto Tawny 30 anos
Alguns Portos são seleccionados para um envelhecimento mais longo em pipas de madeira. A exposição gradual ao ar concentra e intensifica a sua fruta inicial, originando características mais complexas, como mel e especiarias sublinhados por aromas profundos a alperces secos, avelãs e baunilha.

Porto Tawny 40 anos
A classificação de idade final dos Portos Tawny apresenta-nos vinhos maravilhosamente concentrados e complexos. Intensos, eles quase explodem na boca, enchendo o paladar de aromáticos sabores que nos arrebatam os sentidos.

Porto Colheita
Estes Tawnies de uma só colheita são envelhecidos em cascos por um período mínimo de sete anos, originando vinhos com amplitudes de cor que vão do tinto aloirado ao aloirado, dependendo da sua idade. Igualmente os aromas e sabores evoluem ao longo do tempo originando diversos estilos de Tawnies.

Categorias especiais do Vinho do Porto Branco
Os Vinhos do Porto podem ostentar as menções Reserva ou Indicação de Idade (10, 20, 30 ou + 40 anos) desde que cumpridas as formalidades inscritas nos regulamentos do Vinho do Porto sobre esta temática.

Harmonizações com Portos

As amêndoas torradas, o salmão fumado, ameixas ou tâmaras secas servidas antes de uma refeição, combinam na perfeição com Porto Branco, servido fresco.
Se as refeições forem leves, à base de saladas ou peixes gordos grelhados como o salmão, o Porto Branco continua a ser uma excelente escolha. Este vinho combina ainda com sopas à base de natas.

Se as entradas incluírem queijos fortes ou patés, os Tawnies 10 anos refrescados devem ser escolhidos, assim como se os frutos secos, como as nozes também fizerem parte do prato.

Nos assados e bifes com molhos intensos com pimentas ou algumas especiarias, o LVB é opção ideal para o acompanhamento, equilibrando a intensidade de sabores.

A sobremesa, é um momento de excelência para saborear Vinho do Porto. Há inúmeras oportunidades de harmonia com frutas, doces e queijos.
Os bolos e mousses de chocolate ligam harmoniosamente com LBV ou Vintages jovens e frutados.
Os sabores intensos da doçaria conventual (com açúcar e ovos na sua base) são realçados pelos sabores delicados dos Tawnies 10 e 20 anos.
Escolher uma salada de frutas, leite creme ou uma tarte de amêndoas, sobremesas menos intensas, requer uma harmonização com um Tawny mais jovem como o Reserva Tawny ou o Tawny 10 anos, assim como gelados de baunilha ou frutos secos. Neste caso os vinhos devem servir-se frios, para acompanhar as temperaturas dos gelados.
Se a opção na sobremesa for um cheesecake, ou queijos de pasta mole e intensidade média, então a escolha deve recair sobre um Ruby Reserva ou um LBV.
Se os queijos forem mais intensos ou de pasta mais dura, então a opção deve recair em vinhos do estilo Tawny mais velhos como o 20 anos.

Após a refeição quando se concentrar no seu charuto acompanhe-o com um Vintage velho. Estes vinhos também são excelentes para se apreciarem sozinhos, após uma decantação cuidadosa.
Para o café, um Tawny 20 anos ou mais velho é a harmonia perfeita. Estes vinhos de lote, como os 30 anos e mais de 40 anos, proporcionam, por si sós, experiências intensas quando servidos ligeiramente frescos, para que possa apreciar os aromas plenamente.
Os Colheita, embora possam ser apreciados sós, podem combinar com as sobremesas recomendadas para os Tawnies, dependendo da sua idade.

Temperaturas de serviço

Porto Rosé: 4ºC
Porto Branco: 6-10ºC
Porto estilo Ruby: 12-16ºC
Porto estilo Tawny: 10-14ºC

Conservação depois de aberta a garrafa

Vintage: 1 a 2 dias
LBV: 4 a 5 dias
Crusted: 4 a 5 dias
Ruby / Ruby Reserva: 8 a 10 dias
Tawny / Tawny Reserva: 3 a 4 semanas
Tawny com Indicação de Idade (10/20/30/40): Entre 1 a 4 meses (os mais novos menos tempo, os mais velhos mais tempo)
Brancos com indicação de idade (10/20/30/40): Entre 1 a 4 meses (os mais novos menos tempo, os mais velhos mais tempo)
Colheita: Entre 1 a 4 meses (os mais novos menos tempo, os mais velhos mais tempo)
Brancos “standard” dependente do estilo: Moderno (frescos e frutados): 8/10 dias; Tradicionais (estilo oxidativo): 15/20 dias

Fonte: Instituto do Vinho do Porto e Wines of Portugal


Utilizamos cookies. Ao continuar a navegar, assumimos que concorda com o seu uso. OK

Subscreva a nossa Newsletter



Subscreva a nossa Newsletter



A Wineclick irá utilizar a informação que fornecer neste formulário para entrar em contato consigo no âmbito das suas atividades comerciais e tendo em vista a finalidade de marketing. Por favor, confirme se podemos entrar em contato consigo por email selecionando o campo em baixo:

x Já se vai embora?

Ganhe 10% desconto na sua primeira compra ao registar-se na nossa Newsletter!

Fazer já o registo!
x Não perca esta oferta!

Ganhe 10% desconto na sua primeira compra ao registar-se na nossa Newsletter!

Fazer já o registo!