Vinho verde

É uma das regiões mais originais e diferenciadas de Portugal, marcada por uma influência atlântica extremada, numa paisagem verde e húmida. É também a maior região demarcada de vinhos portuguesa, e uma das maiores da Europa. Muito rica em recursos hidrográficos. Aguns dizem que a designação “verde” se deve à acidez e frescura características do Vinho Verde, e que fazem lembrar os frutos ainda verdes. Outros afirmam que a origem “verde” se explica, pelo facto da região ser rica em vegetação e por isso, muito verde mesmo no Inverno. Contudo, o nome Vinhos Verdes não se deve apenas ao meio envolvente: é nesta região que se produz um vinho tipicamente acidulado, leve, medianamente alcoólico e de ótimas propriedades digestivas. Está dividida em 9 sub-regiões: Monção e Melgaço, Lima, Basto, Cávado, Ave, Amarante, Baião, Sousa e Paiva. Monção e Melgaço é a mais singular das sub-regiões, por se encontrar protegida da influência direta atlântica, apresenta um clima de influência marítima e continental, com vinhos mais encorpados e de graduações alcoólicas mais elevadas. A região produz igualmente vinhos espumantes, anunciando-se como um dos locais mais promissores para os vinhos espumantes de qualidade.

A frescura vibrante, a elegância e leveza, a expressão aromática e gustativa, com destaque para as suas notas frutadas e florais, são as características que definem e diferenciam os vinhos da região. Há no entanto diferenças notórias em relação aos vinhos produzidos no norte ou no sul. O Alvarinho de Monção, por exemplo, é um vinho branco seco e bastante encorpado, enquanto o Loureiro do vale do Lima é mais suave e perfumado. O vinho tinto produzido na região, outrora o vinho que dominava a produção é atualmente consumido quase exclusivamente pelas populações locais. Este vinho é muito ácido e tem uma cor vermelha bastante carregada. É elaborado a partir de castas como Vinhão, Borraçal, Brancelho, entre outras, sendo apreciado para acompanhar a gastronomia típica da região.

Clima: Influência atlântica extremada, com temperaturas frescas e chuvas abundantes.

Solo: A esmagadora maioria é granítica. Existem pequeníssimas manchas de xisto.

Curiosidades

Primeira Exportação
Sabia que os vinhos verdes foram os primeiros vinhos portugueses conhecidos a nível europeu, nomeadamente pelo Reino Unido? A partir do século XVII as exportações para Inglaterra do “Vinho Verde” eram regulares.

Cultivo da vinha
No século XII houve um grande incentivo à plantação da vinha. No foral concedido por D. Afonso Henriques aos homens de Bouças (1172), declara-se que a plantação de vinhas estava isenta de qualquer foro durante cinco anos.

Fonte: Infovini, Wines of Portugal e Comissão Vitivinícola da Região

Principais Castas

Sub-regiões

  1. Monção
  2. Lima
  3. Cávado
  4. Ave
  5. Basto
  6. Sousa
  7. Amarante
  8. Paiva
  9. Baião
Vinho verde: sub-regiões

Utilizamos cookies. Ao continuar a navegar, assumimos que concorda com o seu uso. OK

Subscreva a nossa Newsletter



Subscreva a nossa Newsletter



A Wineclick irá utilizar a informação que fornecer neste formulário para entrar em contato consigo no âmbito das suas atividades comerciais e tendo em vista a finalidade de marketing. Por favor, confirme se podemos entrar em contato consigo por email selecionando o campo em baixo:

x Já se vai embora?

Ganhe 10% desconto na sua primeira compra ao registar-se na nossa Newsletter!

Fazer já o registo!
x Não perca esta oferta!

Ganhe 10% desconto na sua primeira compra ao registar-se na nossa Newsletter!

Fazer já o registo!