Produtores

Lista de produtos por produtor Quinta de Arcossó

Quinta de Arcossó

Poderia dizer-se que, quando Amílcar Salgado abriu os portões da Quinta de Arcossó, não viu apenas uma quinta transmontana, vislumbrou um sonho que o acompanha desde a sua infância, que foi amadurecendo e, atualmente, já se materializou numa garrafa de vinho de excelência.

Quinta de Arcossó


Poderia dizer-se que, quando Amílcar Salgado abriu os portões da Quinta de Arcossó, não viu apenas uma quinta transmontana, vislumbrou um sonho que o acompanha desde a sua infância, que foi amadurecendo e, atualmente, já se materializou numa garrafa de vinho de excelência.

Arcossó foi a terra que o viu nascer e crescer pelo que, a escolha do terreno, não foi um acaso… por lá passava todos os dias enquanto estudante em Chaves. Em 2001, adquiriu estes 16 hectares de terreno na microrregião da Ribeira de Oura, junto a Vidago-Chaves que, de acordo com o conhecimento que existia sobre esta zona, seria o melhor local para fazer vinho nesta região. Foi um regresso muito natural à terra e à viticultura, atividade agrícola que aprendeu com a sua família enquanto criança. Um projeto que não veio descobrir nada de novo, apenas reinterpretar aquilo que existia, adaptando-o aos tempos atuais.

Fiel ao objetivo inicial a que se propôs, plantar uma vinha modelo para a região em 2003 foram plantados os primeiros 12 hectares de vinha e o primeiro vinho foi produzido em 2005. Atualmente, a plantação cresceu, com mais 8 hectares de vinha e mais 1 hectare de vinha velha, outrora abandonada, com uma mistura eclética de várias castas, preservando assim o passado. Foi um trabalho pioneiro que contou com a colaboração do técnico de viticultura Rui Soares  e do enólogo  Francisco Montenegro que ainda hoje se mantêm a trabalhar com a Quinta. Sendo um projeto de desenvolvimento local, só faria sentido se contasse também com a colaboração das gentes da terra, trabalhadores rurais dotados da experiência e do saber tradicional desta zona. E, essa relação de proximidade entre as equipas técnica e rural, envolvidas no projeto desde a instalação da vinha é, seguramente, outro ponto diferenciador deste projeto.

O segredo por trás da Vinha
Com o objetivo de praticar uma agricultura sustentável, adotaram técnicas alternativas, em regime de produção integrada. A regra consiste em cuidar planta a planta e não um vinhedo todo como igual porque, apesar de crescerem na mesma vinha, cada uma das videiras exprime-se de forma diferente. A produção destes vinhos tem como princípio respeitar a natureza, recorrendo a uma enologia minimalista, com a mínima intervenção e a máxima atenção. Na adega, há uma premissa incontestável: o uso exclusivo de uvas próprias. Afinal esta é a única forma de retratar a autenticidade do terroir da região.

O terroir singular, para lá dos montes
Para lá dos montes, bem no cimo de Portugal  encontramos este terroir único e com características muito especiais, que permite produzir vinhos intensos, mas simultaneamente, frescos e elegantes, retratando muito bem a frescura das montanhas que os rodeiam. A elevada vegetação que caracteriza a região, cria uma evapotranspiração muito grande e, é graças aos frequentes nevoeiros que as plantas se refrescam.

A propriedade localiza-se, na Ribeira de Oura, entre Vidago e Chaves, numa encosta exposta a sul, a uma altitude entre 350 e 500 metros e com um declive de 20%, com topografia convexa para esse ponto cardeal, muito aberta a Este e a Oeste, o que lhe permite receber mais horas de sol e luz e de forma mais homogénea, não concentrando calor e drenando e dissipando mais facilmente a humidade. Com solos de origem granítica, esta parcela de terra situa-se no maior centro de águas minerais de Portugal e talvez num dos maiores da Europa, e essa mineralidade hídrica singular só se poderia refletir nos próprios vinhos.

Os vinhos Arcossó são a pura reflexão do terroir da região, retratando de forma autêntica as características do local de onde é extraído. Produzidos numa região tão invulgar e especial, com os seus acentuados contrastes climatéricos e a sua multiplicidade de microclimas, neles encontramos a força e a estrutura do granito, que é a rocha mãe onde está instalada a vinha, a frescura das montanhas que a circundam, alguma mineralidade e, exprimem ainda, alguma suavidade dada pelo vale. Tintos e brancos, gozam de um equilíbrio diferente, onde o seu corpo denso se associa à sua frescura e esta imprime uma certa leveza.

Na lista das uvas tintas, a seleção das castas que sustentam a produção vinícola são: Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Amarela, Touriga Franca, Bastardo, Baga, Pinot Noir, Syrah e Jaen. Nos brancos: Arinto, Alvarinho, Boal, Chardonnay, Cerceal, Encruzado, Fernão-Pires, Gouveio, Moscatel Galego, Viosinho e Riesling.

Saiba mais sobre este produtor
A mostrar 1 - 6 de 6 itens
A mostrar 1 - 6 de 6 itens
Utilizamos cookies. Ao continuar a navegar, assumimos que concorda com o seu uso. OK

Subscreva a nossa Newsletter



Subscreva a nossa Newsletter



A Wineclick irá utilizar a informação que fornecer neste formulário para entrar em contato consigo no âmbito das suas atividades comerciais e tendo em vista a finalidade de marketing. Por favor, confirme se podemos entrar em contato consigo por email selecionando o campo em baixo:

x Já se vai embora?

Ganhe 10% desconto na sua primeira compra ao registar-se na nossa Newsletter!

Fazer já o registo!
x Não perca esta oferta!

Ganhe 10% desconto na sua primeira compra ao registar-se na nossa Newsletter!

Fazer já o registo!